ARQUITECTOS DA CULTURA DA MORTE - Derek Humphry

 (anterior, x)

(continuação, x)

ARQUITECTOS DA CULTURA DA MORTE - Margaret Singer

 (anterior, Alfred Kinsey)

(continuação, x)

ARQUITECTOS DA CULTURA DA MORTE - Alfred Kinsey

 (anterior, Margaret Mead)

(continuação, x)

ARQUITECTOS DA CULTURA DA MORTE - Margaret Mead

 (anterior, Simone de Beauvoir)



(continuação, Alfred Kinsey)

ARQUITECTOS DA CULTURA DA MORTE - Sigmund Freud

 (anterior, Simone de Beauvoir)

(continuação, Margaret Mead)

ARQUITECTOS DA CULTURA DA MORTE - Simone de Beauvoir

 (anterior, Judith Jarvis Thomson)

(continuação, Sigmund Freud)

ARQUITECTOS DA CULTURA DA MORTE - Judith Jarvis Thomson

 (anterior, Auguste Comte)



(continuação, Simone de Beauvoir)

ARQUITECTOS DA CULTURA DA MORTE - Auguste Comte

 (anterior, Karl Marx)



(continuação, Judith Jarvis Thomson )

O Santo do Dia - São Primo e S. Feliciano (9 de Junho)

(ver anterior, dia 5)

São Primo e São Feliciano
(9 de Junho)
Mártires
(festa de 3ª classe - paramentos vermelhos)



Primo e Feliciano são dois mártires romanos da Via Nomentana. As suas relíquias transportadas no século VII para dentro da cidade, conservam-se actualmente em S. Estêvão "Rotondo" ou Monte Célio.

(continuação, dia 10)

O Santo do Dia - Rainha Sta. Isabel (8 de Julho)

(ver anterior, dia 7)




Sta. ISALBEL RAINHA DE PORTUGAL
(8 de Julho)
Viúva
(festa de 3ª classe - paramentos brancos)

Filha de Pedro III de Aragão, Sta. Isabel de Portugal herdara o nome e as virtudes de sua tia-avó Sta. Isabel da Hungria. Casada com o rei D. Dinis de Portugal, a vida conjugal proporcionou-lhe uma série de provas que suportou com heroísmo. Por mais de uma vez se empenhou em reconciliar seus filhos com o pai. Tendo enviuvado, tomou o hábito da ordem terceira de S. Francisco e revelou inexcedível caridade para com os pobres. Morreu em 1336; o seu corpo conserva-se incorrupto.
(continuação, dia 9)

O Santo do dia - São João de Facundo (12 de Junho)

(ver anterior, dia 11)


S. João de S. Facundo
(12 Junho)
Confessor
(festa de 3ª classe - Paramentos Brancos)

S. João Gonzalez nasceu em 1430 em S. Facundo, perto de Sahagún, na Espanha. Cónego da catedral de Burgos, entrou mais tarde na Ordem dos Eremitas de S. Agostinho. Tornou-se notável pela grande devoção ao santo Sacrifício da missa e pela força de convicção que se desprendia da sua prégação. Prégava a concórdia e a paz, sendo dotado dum maravilhoso dom de pacificação, que a Igreja recorda na oração da missa. Morreu em 1479.

(continuação, dia 13)

O Santo do Dia - São Primo e S. Feliciano (9 de Junho)

(ver anterior, dia 6)


São Primo e São Feliciano
(9 de Junho)
Mártires
(Comemoração - Paramentos Vermelhos)

Primo e Feliciano são dois mártires romanos da Via Nomentana. As suas relíquias transportadas no século VII para dentro da cidade, conservam-se actualmente em S. Estevam "Rotondo" no Monte Célio.

(continuação, dia 10)

PASTORAL CONTRA-LIBERAL - D. Patrício da Silva (1832)

D. Patrício I, Cardeal Patriarca de Lisboa
(de 13 de Março de 1826 a 3 de Janeiro de 1840)

Sinopse da Pastoral do Cardeal Patriarca D. Patrício da Silva em 26 de Setembro de 1832

PATRICIUS I CARDINALIS PATRIARCHA LISBONENSIS

A todo o Clero, e a todos os fiéis súbditos do Nosso Patriarcado, saúde etc.

AMADOS filhos: ElRei [D. Miguel] meu Senhor pela Sua incomparável piedade, e zêlo da Santa Religião, não podia deixar de excitar em nossos corações a veemente dor e mágoa, que oprime o Seu, à vista das impiedades praticadas pelos rebeldes [liberais], que entraram na Cidade do Porto, perseguições e sacrilégios em todos os lugares por onde penetraram; chegando ao execrando excesso de profanarem os Templos, de os despojarem, e as venerandas Imagens, desacatando, e ultrajando as Sagradas Partículas, mas é este um dos fins detestáveis, que esses rebeldes se têm proposto em sua Expedição temerária; porque eles, como diz S. Jerónimo, por um ímpio sistema de libertinagem e ateísmo querem fazer a nossa Religião pagã. Em qual é o fim, meus amados filhos, de tantas guerras, que em nossos tempos têm assolado a Europa, senão exterminar da Terra o Cristianismo! Não atribuamos, meus amados filhos, tantas calamidades senão ao desprezo da Religião. É o Senhor, diz um Profeta, que tem pronunciado a sua sentença contra Babilónia, e decretado a sua total destruição "Contra Babylonem mens ejus ut perdut eam, quoniam ultio Domini est, ultio templi sui." E como se poderá esperar, meus amados filhos, que se ponha termo a este flagelo sem que desapareça, e se extermine da Terra esta tenebrosa seita de ímpios conjurados contra o Altar e o Trono? Mas oh! estão vendo, e não vêm; ouvindo, e não ouvem! E que vemos nós nesses facciosos do Porto? Não satisfeitos de terem levantado o estandarte da rebelião contra o Rei legítimo, começaram logo a levantá-lo contra a Majestade de Deus, e os seus Templos. Quanta malignatus est inimicus in sancto. Estenderam as suas mãos sacrílegas até ao Sacrossanto Corpo do Homem Deus!

Mas o nosso David, que o Céu suscitou entre nós no Senhor D. Miguel I, quer que façamos Preces ao Céu para o triunfo da Religião. Ele herdou o Trono por direitos incontestáveis, assim como herdou os exemplos dos Reis seus antepassados para vingar a Igreja. Desterre-se da face da Terra esta raça incrédula, ignorante, blasfema, inimiga implacável do género humano, e que presumindo saber tudo, nada sabe. Para estes fins mandamos que em todas as Igrejas do nosso Patriarcado sejam feitas Preces por três dias. Dada em Lisboa no Palácio da Junqueira aos 18 de Setembro de 1832.

Sob nosso Sinal, e Sêlo das nossas armas P. Cardeal Patriarca.

FIDELISSIMUS Info - Gafe Em Correcção

Caros leitores,

por gafe, a esmagadora maioria das publicações "Santo Do Dia" não têm a ligação para o dia depois nem para o dia antes. Porque é trabalho que demora muito, só gradualmente serão activadas as ligações respectivas.

Com agradecimento a todos pela compreensão.